bcend@bcend.com.br

+55 31 98456-0323

+55 31 3462-5668

bctrade2

Linha Sonatest Sitescan Série D+: Ergonomia e Autonomia de Operação

Comentários (4) Equipamentos, Produtos, Representadas, Sonatest, Ultrassons Convencionais

A linha Série D sofreu algumas modificações e agora é conhecida como Série D+. Conheça todos os recursos que este modelo oferece e porque é o ideal para a maioria das aplicações. A Linha Sitescan Série D já existe desde de 2009 e surgiu da necessidade de desenvolver um equipamento de menor peso e tamanho – em relação a linha Sitescan tradicional sem, contudo, perder a reconhecida qualidade da marca, a qual já dura mais de 50 anos.

sonatest-sitescan-serie-d+

Novo ClickWheel

O tradicional botão direcional deste modelo teve uma atualização e agora também é clicável, além do sensor capacitivo, que permite a sua utilização tal como o teclado do iPod Classic.

sonatest-sitescan-serie-d-clickwheel Esta melhoria proporciona maior conforto e assertividade na seleção das opções no menu do aparelho.

Apenas umas das mãos!

Esta é, talvez, umas das maiores vantagens deste aparelho: todas as teclas se localizam em apenas um lado do mesmo, possibilitando o acesso a todas a funções com apenas uma das mãos.

sonatest-sitescan-serie-d-KEYPAD-CROP-718x1024


Além disto as teclas de atalho – numeradas de 1 a 4 – podem ser customizadas com as funções mais utilizadas, dentre elas:

  • Aumentar e reduzir ganho;
  • Alterar incremento de ganho;
  • Alternar entre transdutor simples ou duplo;
  • Auto-80 (eleva o eco selecionado a 80% da tela).

sonatest-sitescan-serie-d-User-buttons-1024x683

Tela de Alta Resolução

O aumento da densidade de pixels, em conjunto ao brilho intenso da tela, proporcionam melhor visibilidade mesmo a longas distâncias e ao ar livre, onde a luminosidade é maior. Ademais, são 9 cores disponíveis com fundos de tela preto, branco (alto contraste) e azul, que se adaptam aos diferentes tipos de ambiente e gostos dos inspetores.

sonatest-sitescan-serie-d-Mosaico_tela

Autonomia

Outra característica marcante na linha Série D+ é a duração da bateria. Pode-se utilizar o aparelho por 12 horas ou mais, dependendo da luminosidade e dos parâmetros de ganho e tensão – do pulsador – utilizados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Excelente Relação Sinal-Ruído

Este é uma característica tradicional da linha Sonatest e é devida a qualidade de seus componentes e de um algoritmo de análise de sinal bem desenvolvido. Uma boa amplitude de sinal com “grama” baixa possibilita uma melhor resolução em materiais com grande atenuação.

Recursos de Software

DAC

sonatest-sitescan-serie-d-DAC-curve-1024x679 A curva DAC (Distance Amplitude Correction) é utilizada para o dimensionamento de descontinuidades. Para tal, utiliza-se de um bloco de referência para registrar valores de amplitude de refletores de mesmo tamanho em diferentes profundidades. A partir dos registros, é traçada uma curva de referência, a qual determinará os valores de amplitude para um mesmo tamanho de descontinuidade. É possível traçar até 10 pontos para cobrir grandes espessuras. A partir da DAC de referência, pode-se gerar as curvas -6/ -12 dB, -6/ -14 dB, -2/-6 /-10 dB, -2 dB, -6 dB ou -10 dB. Também é possível designar qualquer uma das curvas como gate. Assim, sempre que alguma indicação ultrapassar a “curva-gate”, o equipamento indicará sua amplitude e a quantidade de dBs em relação à DAC de referência.

AWS

sonatest-sitescan-serie-d-AWS Permite a classificação de defeitos conforme a norma AWS D1.1/94. Uma vez calibrado o equipamento informa a estimativa da indicação, em dB, através da fórmula: IR = IL – RG – AF (Estimativa de indicação = nível de indicação – ganho de referência – fator de atenuação)

DGS / AVG

sonatest-sitescan-serie-d-AVG-1024x679 O método DGS, geralmente conhecido pelo seu acrônimo Alemão AVG, permite o uso de um modelo teórico para avaliação de ecos ultrassônicos. O método DGS/AVG permite o dimensionamento da falha e compensação da distância sem requerer padrões de referência em larga escala para cada teste, o que seria necessário para estabelecer uma curva DAC ou configurar uma correção TCG. A resposta relativa a partir de “Refletores Equivalentes”, com tamanhos diferentes, a distâncias diferentes, pode ser prevista matematicamente, a partir do diâmetro efetivo do transdutor, da frequência e do Campo Próximo (uma função dos dois primeiros itens). A sensibilidade do transdutor pode ser calibrada a partir de uma simples medição (normalmente, o eco de fundo).

API

sonatest-sitescan-serie-d-API A linha Sitescan está apta a auxiliar o usuário na realização de medições de acordo com a norma API, Práticas Recomendadas para Avaliação Ultrassônica de Imperfeições em Tubos pelo Método Diferencial da Distância Amplitude. Técnica, baseada na norma API 5UE, emprega uma combinação da comparação de amplitude e a técnica da queda dos 6 dB, para determinar a profundidade radial de uma imperfeição. A técnica é baseada na premissa de que a profundidade radial de uma imperfeição afeta tanto a amplitude do eco recebido, quanto o tempo de voo da onda ultrassônica transmitida, em sua passagem pela imperfeição.

TCG (Somente no D-20+)

sonatest-sitescan-serie-d-TCG Semelhante à curva DAC, a TCG (Time Corrected Gain) também é um fator de correção aplicado ao dimensionamento de descontinuidades. Entretanto, ao invés de uma curva de referência, a TCG funciona alterando o ganho para que uma mesma descontinuidade se apresente com a mesma amplitude em diferentes profundidades.

 B-Scan

sonatest-sitescan-serie-d-BSCAN-1024x672 A vista B-Scan, também conhecida como vista de perfil ou da seção transversal da peça, é muito aplicada na medição de espessura, pois permite visualizar o padrão de corrosão do objeto inspecionado. Tal vista pode ser salva para ilustrar o relatório de inspeção, complementando a análise da integridade dos equipamentos em operação.

Software de Aquisição de Espessura

sonatest-sitescan-serie-d-Sequence-Mode-2-1024x672 Em conjunto ao B-Scan, este recurso permite o registro mais completo da descontinuidade identificada, adicionando informações como a referência do equipamento encontrado e da localização da descontinuidade, além da espessura remanescente.

Dois Gates

sonatest-sitescan-serie-d-E_E_Mode2 Também conhecida como medição Eco-Eco, este recurso possui várias aplicações, entre elas:

  • Medição de espessura descartando camada de tinta ou clad;
  • Calibração em materiais com velocidade sônica desconhecida;
  • Controle de indicação e queda do eco de fundo simultaneamente.

Menu Personalizável

Modify Menu (1024x679) Deixe visível apenas o que necessita. Ideal para simplificar o uso para operadores iniciantes ou para limitar o acesso a alguns recursos, durante treinamentos.

 Auto-calibração

sonatest-sitescan-serie-d-Auto-Cal-733x484 A partir de duas espessuras conhecidas, pode-se realizar a calibração automática.

Modo de Persistência

sonatest-sitescan-serie-d-Active-Peak-no-gate-1024x679 Semelhante ao recurso de “sombra”, onde os picos permanecem marcados na tela, o recurso de persistência mantém o registro do eco por apenas alguns segundos, evitando que a tela fica cheia de marcações de ecos e ruídos. Ideal para realizar varreduras mais rápidas sem, contudo, deixar passar uma eventual descontinuidade.

Conectividade

sonatest-sitescan-serie-d-Rear-with-Connectors-946x652

A Série D+ é comercializada com conectores LEMO 01 ou BNC e ainda possui saída para exportação de dados de inspeção e de vídeo para conexão em monitores e projetores.

D-10+ x D-20+

Existem dois modelos Série D+: o D-10+ e o D-20+. Ambos, possui performances semelhantes, entretanto o D-20+ apresenta os seguintes recursos adicionais:

  • Pulsador de Onda Quadrada, para uma melhor resolução em peças longas de granulação grosseira;
  • Curva TCG;
  • Suporte a transdutores de banda larga (maior resolução próximo à superfície) e estreita (maior sensibilidade).

Acessórios

sonatest-sitescan-serie-d-Kit-and-harness-1024x675 Existem vários acessórios para auxiliar o uso em diversas situações. De bases magnéticas a suportes de mão livre, pode-se adaptar o equipamento a qualquer situação.

 Software SDMS

sonatest-sitescan-serie-d-SDMS06 Disponível em duas versões – completa e lite – o programa permite a exportação de dados para o PC, para criação de relatórios. A versão lite acompanha o equipamento gratuitamente; já a completa, pode ser adquirida junto com o software B-Scan. Esta versão também permite a criação de planos de inspeção no computador, além de grades de medição de espessura.

Baixe o catálogo abaixo ou entre em contato conosco para mais informações, através do formulário de contato.

 

4 Responses to Linha Sonatest Sitescan Série D+: Ergonomia e Autonomia de Operação

  1. arnold a goncalves disse:

    gostaria de de que vcs mandassem um orçamento com estes equipamqntos.

    • Rafael Ornelas disse:

      Bom dia, Arnold!

      Nossa equipe de vendas já entrou em contato para fornecer mais detalhes sobre este equipamento.

      Continue acompanhando nosso blog para mais novidades.

  2. Giovanni Marcchinely disse:

    Bom dia,

    Gostaria de saber o peso e preço deste Sitescan Série D+

    Obrigado.

    • Rafael Ornelas disse:

      Bom dia, Giovanni!

      Obrigado por acompanhar nosso blog. Nossa equipe comercial entrará em contato por e-mail, em breve.

      Atenciosamente,

      Rafael Ornelas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *