bcend@bcend.com.br

+55 31 98456-0323

+55 31 3462-5668

bctrade2

Qual a diferença entre os Sonatest Sitescan D10 e D20?

Comentários (0) Aplicações, Notas

Por ser uma dúvida freqüente de nossos clientes, resolvemos fazer um esclarecimento
básico sobre as principais diferenças entre os modelos Sonatest Sitescan D-10 e D-20.

Detector de falhas ultrassônico modelo Sitescan D-10

Equipamento robusto, selado para ambientes agressivos conforme norma IP 67. Possui bateria lítio-íon com tempo de uso de até 15 horas.

Como padrão, um visor transflectivo, colorido, que proporciona alta visibilidade em qualquer nível de iluminação. Exibição A-scan e B-scan (opcional), indicador de pulos sônicos na tela, modo de medição profundidade, trigonométrico e eco – eco. (permite medir espessuras com descarte de revestimentos)

Memória A-scan com capacidade para 5.000 formas de ondas, as imagens armazenadas podem ser transferidas para o PC ou mesmo serem usadas como referência para posterior análise de descontinuidades.

Faixa de medição 5 mm a 5000 mm no aço, trabalha somente com Banda larga com faixa de freqüência 1 a 15 MHz .Possui curvas DAC, AWS, API, AVG e B-Scan como itens opcionais.

Detector de falhas ultrassônico modelo Sitescan D-20

Este equipamento tem design exatamente igual, além de possuir as mesmas características de utilização, operação e recursos do modelo D-10.

Como diferencial, possui pulsador de onda quadrada. Ele melhora resolução em peças fundidas, forjadas ou eixos muito longos.

Também há curva TCG (Ganho com tempo corrigido) de série. Além de trabalhar com Banda Estreita com faixas de frequências de 1MHz, 2,25MHz, 5MHz e Banda Larga com faixas de frequências de 1 a 120MHz.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *